sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

♥ :: Ponto Cruz: materiais básicos :: ♥

Olá a todos(as)!

Para quem pretende começar a aprender a bordar ponto cruz, surgem desde muito cedo algumas dúvidas básicas.
Por isso, venho falar-vos de um assunto fundamental para quem quer aprender a bordar o ponto cruz: os materiais básicos. Aviso já que o post é longo, mas acho que vale a pena. =)

Materiais para Ponto Cruz
Para se bordar o ponto cruz são necessários alguns materiais básicos, que não são muito caros. Depois, à medida que se adquire experiência no bordado, vamo-nos aventurando com novos materiais.
Para principiantes, são seis os materiais essenciais: tecido, linhas, agulha, tesouras, bastidor e gráficos/ revistas.
1. Tecido
Escolher o tecido para bordar ponto cruz pode não ser uma tarefa muito simples dada a variedade crescente de telas disponíveis no mercado. Os preços podem variar muito no que respeita ao tecido.
Aqui apenas vou apresentar aquelas que se encontram nas retrosarias com mais facilidade e/ou que já utilizei.
Tela Aida (também conhecida por quadrilé, talagarça ou etamine)
Tela Aida 14 count
Este é o tecido mais utilizado e mais simples para bordar o ponto cruz. Foi criado por Zweigart, em 1890, e foi com ele que a maioria das pessoas aprendeu a bordar. É um tecido que contém pequenos "quadrados" que tornam a contagem e o bordado mais simples. Existe em várias cores e vende-se ao metro nas retrosarias. É o tecido mais barato para quem quer bordar ponto cruz.
A tela Aida, também conhecida como "tecido para ponto cruz", é 100% algodão e existe em diferentes tramas, que se expressam em count, que é uma unidade muito utilizada em Inglaterra. A tela Aida pode aparecer em 6 count, 8 count, 11 count, 14 count, 16 count, 18 count e 20 count e tem que ver com os orifícios que se formam na trama (horizontal e vertical) do tecido. Por exemplo, dizer que uma tela Aida é uma tela 14 count, significa dizer que existem 14 "quadradinhos" por polegada de tecido (aproximadamente 2,5 cm).
O tecido mais largo é a tela Aida 6 count (também conhecido por Herta) e é utilizado por crianças e principiantes do ponto cruz. O tecido mais fino é a tela Aida 20 count, que é utilizado por pessoas mais experientes neste bordado.
Eu aconselho que se compre uma tela Aida 14 count, que é um tecido de trama intermédia e que deixa os bordados bastante bonitos e delicados.
Linho
  
Linho 22 count

É um tecido com uma trama muito simples, de um fio na vertical por um fio na horizontal, muito semelhante à trama que se utiliza na cestaria. Apresenta diferentes tipos de trama (18, 22, 26, 28, 30, 32, 35 e 40 count).
De uma maneira geral, o linho é uma tela mais exigente para quem borda, porque requer maior capacidade de controlo da tensão do fio com que se borda cada pontinho, de forma a tornar o bordado uniforme.
Como, normalmente, o linho é bordado de 2 em 2 orifícios, isto significa que um linho 28 count vai proporcionar um bordado semelhante ao que se consegue numa tela Aida 14 count.
No entanto, este é um aspeto que tem de se considerar no momento de comprar o linho. Apesar da trama do linho ser mais apertada e, aparentemente, ser preciso menos tecido para bordar, como se borda de 2 em 2, será necessária uma maior quantidade de tecido.
Atualmente, existe linho em diferentes cores (todas muito suaves) e é vendido ao metro nas retrosarias. É um dos tecidos mais caros à venda.
Telas Evenweave
São telas, normalmente, fabricadas em algodão e outro material que com ele é misturado. A trama do tecido é feita com a mesma quantidade e espessura de fio, tornando-o "quadrado". É uma trama muito semelhante à da tela Aida ou do linho.
Deste tipo de tela, já utilizei o Fiddlers Cloth.

Fiddlers Cloth 14 count

É um tecido feito com 50% algodão, 42% polyester e 8% seda. A sua trama é muito parecida com a da tela Aida. É uma tela mais rústica e não é tão cara como o linho. Existe em tramas de 14 count e 18 count e borda-se de 1 em 1.
Já experimentei, também, tela Hardanger, que é 100% algodão ou pode ser uma mistura de algodão e linho e, usualmente, serve para bordar Hardanger. No entanto, pode ser utilizado no ponto cruz, permitindo detalhes delicados em peças de decoração e naperons. Existe em telas de 22 count e borda-se de 2 em 2. O preço é bastante acessível.

Tela Hardanger 22 count

Para além destes, há também tecidos como a Juta, que tem uma textura áspera e surge em telas de 4 count e 12 count; e a Lugana, que é um tecido macio, brilhante, versátil e resistente às rugas, mas mais pesado. A Lugana permite uma contagem simples no ponto cruz e surge em telas de 25, 28 e 32 count e em diferentes cores.
Até este momento, nunca utilizei estes dois tipo de tecido.
Para além destes, há muitos outros tecidos, mas são mais difíceis de encontrar à venda nas retrosarias portuguesas.
Para mais informações sobre tecidos e telas de ponto cruz basta clicar aqui.
2. Linhas

Linhas (da esquerda para a direita): Anchor, Madeira (Mouliné e Metallic) e DMC.

Para bordar ponto cruz utiliza-se meadas de linha, chamadas de mouliné, habitualmente, de algodão (à exceção de fios especiais que podem ser fabricados em seda, lã, linho ou outros materiais sintéticos que dão um efeito metalizado à linha).
Cada meada é constituída por um cordão composto por 6 fios finos que se podem separar do cordão principal.
Quando os tecidos a bordar são finos, de trama muito apertada, pode usar-se 1 ou 2 fios do cordão da meada. Se o tecido for grosso, pode utilizar-se 3, 4, 5 fios ou mesmo o cordão inteiro (no caso de telas como a juta).
Quantos mais fios se utiliza, mais separadas deverão estar as cruzinhas para que o bordado fique percetível e delicado.
Geralmente, utilizo meadas de linha da marca DMC, mas há ocasiões em que bordo com linhas Anchor e até com linhas Madeira (de longe as minhas favoritas).
As meadas mouliné trazem entre 8 metros (no caso da Anchor e da DMC) e 10 metros (no caso da Madeira) de cordão. Cada linha tem uma cor a que corresponde um número e é esse código numérico que surge na legenda dos gráficos de ponto cruz a bordar. Por vezes, aparece, também, o nome da cor da linha a utilizar.
Cada marca tem uma vasta gama de cores (e de linhas especiais) e cada pessoa acaba por ter preferência relativamente a uma marca, ou porque encontra mais facilmente à venda essa marca, ou porque torna os trabalhos mais delicados. Para poder utilizar linhas de uma determinada marca, que não a que é sugerida na legenda do gráfico que se pretende bordar, utiliza-se tabelas de conversão (tabelas que permitem converter as cores DMC em cores Anchor e vice-versa, por exemplo). No entanto, convém ressalvar que, pontualmente, poderão surgir alterações no aspeto final de um gráfico, uma vez que a correspondência de cores nem sempre é perfeita.
Por outro lado, se começamos um gráfico com linhas de uma marca, devemos manter as linhas dessa marca até ao fim, sob pena de ficar com manchas diferentes onde deveria existir uma mesma cor.
3. Agulhas
Para bordar o ponto cruz utiliza-se uma agulha especial, cuja ponta não tem bico, é arredondada, pelo que não pica os dedos, e tem um buraco maior para deixar, facilmente, entrar a linha.

Agulhas Cose nº 26 e Agulhas DMC nº 24

Frequentemente, escolhe-se a agulha em função do tecido a bordar: quanto mais fina é a trama do tecido, mais fina terá que ser a agulha a usar. Por exemplo, para tecidos de 6 e 8 count utiliza-se uma agulha n.º 22, para tecidos de 14 count utiliza-se uma agulha n.º 24, para tecidos de 16 e 18 count usa-se uma agulha n.º 26. Quanto maior o número da agulha, mais fina e pequena esta será.
Pessoalmente, gosto de utilizar a agulha n.º 26 em grande parte dos meus trabalhos porque é mais fina e não abre demasiado a trama dos tecidos.
Eu compro agulhas das marcas Cose e DMC, que se vendem em embalagens de 6, mas é possível, também, comprar outras marcas em embalagens de 10 agulhas ou comprar agulhas avulso.
É importante ter sempre mais do que uma agulha, visto que são objetos que se perdem, dobram e partem com muita facilidade.

4. Tesouras

Tesouras para linhas (tesoura-cegonha e tesoura Vintage da DMC) e tesoura para tecido

Para o ponto cruz são necessárias duas tesouras.
Uma tesoura deve ser pequena (no máximo 10 cm) e ter uma ponta bem afiada para cortar facilmente as linhas do bordado. É o caso da tesoura-cegonha e da tesoura vintage da DMC, que eu tenho e adoro.
A segunda tesoura deverá ser uma tesoura maior para cortar os diferentes tecidos que se vão bordar.
5. Bastidores
Este é um material controverso, que eu não dispenso, mas que muitas pessoas não gostam de utilizar no ponto cruz.

Bastidores de madeira com diferentes diâmetros

Os bastidores podem ser feitos de madeira, plástico ou metal e ter diferentes tamanhos.
O bastidor mantém o tecido bem esticado enquanto se borda, o que permite equilibrar a tensão da linha durante todo o bordado.
É importante que, sempre que se deixe de bordar, se retire o bastidor para evitar deformar o tecido e/ou o bordado.
Há quem utilize o bastidor na tela Aida e não utilize quando borda o linho. Há quem use no linho e não na tela Aida. Há quem nunca o use e há quem o utilize sempre. Há bastidores que podem distorcer alguns tipos de tecido mais finos e frágeis.
Eu não dispenso este material. Deixa o meu bordado mais perfeito e regular. Tenho vários bastidores de diferentes diâmetros e prefiro os de madeira porque prendem melhor o tecido.
6. Gráficos/ Revistas
As revistas são essenciais para quem quer bordar e, apesar de haver imensos gráficos disponíveis na Internet (muitos deles cedidos gratuitamente por diferentes designers), eu não dispenso os gráficos das revistas.

Revistas de Ponto Cruz

Tenho revistas britânicas, italianas, espanholas, brasileiras, portuguesas, revistas recentes e outras mais antigas, e adoro desfolhá-las com calma, ver cada desenho, marcar as páginas dos meus gráficos favoritos com post-its.
Para principiantes, aconselho gráficos pequenos, simples, com poucas cores e detalhes. À medida que se vai ganhando experiência, pode-se enveredar por gráficos com mais detalhes e mais complexos.
Espero que este post, apesar de extenso, tenha sido uma ajuda para quem vai começar a bordar.
Deixem-me os vossos comentários e partilhem comigo as vossas preferências em relação a estes materiais de ponto cruz.
Obrigada pela vossa visita. =) 



♥♥
 O Ateliê de Ponto Cruz by Madalena Santos também está no

23 comentários:

  1. Adorei o post e por vezes fico frustrada em não saber os nomes dos tecidos. Infelizmente até aí são usados os termos em inglês e se vou à algum armarinho não sei como pedir! eheheheh. Tem dicas pra comprar esses tecidos online?

    Bjs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compra como Etamine.. Ou mini etamine que é mais delicado

      Eliminar
    2. Compra como Etamine.. Ou mini etamine que é mais delicado

      Eliminar
  2. Boa tarde:
    Também estou a procura de tecidos, principalmente os que parecem mais rústicos...Como o da sua primeira foto do post.
    Agradeço qualquer dica. Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Poderá comprar este tipo de tecidos em www.casacenina.com.
      Espero ter ajudado. :-)

      Eliminar
  3. Olá ! Onde costuma comprar os seus materiais?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Costumo comprar nas retrosarias ou em www.casacenina.com.

      Eliminar
  4. Eu preciso de folhas quadriculadas pra compor meus gráficos. Onde consigo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Felipe!
      Julgo que encontrará em qualquer papelaria. O mais indicado será, talvez, pedir papel milimétrico para compor os seus gráficos. Como as quadrículas são mais pequenas, poderá compor gráficos maiores.
      Espero ter ajudado. Boa semana!

      Eliminar
  5. Adorei o post. Era exatamente o que eu estava procurando: os tipos de tecidos e seus nomes.

    ResponderEliminar
  6. Oi Querida! Obrigada pelo post, me ajudou muito! :) Ganhei um bastidor de uma amiga e fiquei inspirada para começar a bordar. Estou indo agora comprar etamine para meu primeiro bordadinho. Um beijo!

    ResponderEliminar
  7. Oi! quero começar a bordar, onde eu encontro para comprar o material em sp e tem algum video que ensina iniciantes ?

    ResponderEliminar
  8. Bom dia eu estou querendo fazer umas toalhinhas de ponto cruz pra minha netinha mas não sei qual linha devo comprar eu até tenho umas linhas aqui em casa mas não sei pq faço tudo direitinho como vi em um vídeo mas não fica igual a do vídeo os x não ficam bonitos será que é a linha que não é pra esse tipo de trabalho ?se alguém puder me ajudar eu agradeço

    ResponderEliminar
  9. Oi querida! Gostei muito já bordo há algum tempo. Como faço para conseguir comprar revistas estrangeiras? Voce poderia me dar uma dica?

    ResponderEliminar
  10. Boa noite, poderia me ajudar sobre sites ou lojas em são paulo para comprar tecidos já prontos para bordar (caminho de mesa, pano de copa, avental, toalhas de banho etc...)

    ResponderEliminar
  11. Para fazer nomes em barras qual é o melhor tecido a comprar

    ResponderEliminar
  12. Tipo assim: quero fazer toalha e colocar barras bortadas ex: nome, frases ... Qual o melhor tecido usar o nome do tecido ....

    ResponderEliminar
  13. Tipo assim: quero fazer toalha e colocar barras bortadas ex: nome, frases ... Qual o melhor tecido usar o nome do tecido ....

    ResponderEliminar
  14. Para fazer nomes em barras qual é o melhor tecido a comprar

    ResponderEliminar
  15. Meus parabéns, estou fazendo um projeto social aqui em minha cidade e precisava dos nomes de todos os materiais.

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  17. Olá! Aprendi ponto cruz e fazia muito há uns 30 anos atrás e usava linha de bordado em novelo e agora vejo que vocês usam as meadas, tem muita diferença? Não sei como Seri a fazer o avesso perfeito utilizando essa linha de novelo que acredito seja mais grossa... poderia me auxiliar? Obrigada!

    ResponderEliminar